Atenuadores de Som

Certificado de Higiene Certificado

Artigos técnicos


Atenuação acústica em sistemas AVAC:

Bem estar interior significa, também: nível de ruído adequado.

Em sistemas de ventilação, o ruído é gerado em diversos componentes tais como ventiladores e registos de vários tipos entre outros.

Para evitar níveis de ruído superiores aos exigidos pelos regulamentos em vigor é necessário introduzir atenuadores de som em locais estratégicos da rede de condutas.

Os atenuadores de som devem ter adequadas características de atenuação com o menor tamanho possível e introduzir uma baixa perda de carga.

Com a entrada em vigor da norma VDI 6022 foi pela primeira vez exigido que fossem observados requisitos higiénicos nas instalações de AVAC.

A TROX, como uma das empresas pioneiras no desenvolvimento de atenuadores de som há longas décadas, apresenta hoje ao mercado atenuadores do tipo septos, certificados de acordo com VDI 6022 Partes 1 e 3, DIN 1946 Partes 2 e 4 e VDI 3802, para utilização em sistemas centralizados de AVAC.

A experiência teórico-prática adquirida ao longo dos anos pela Trox nas suas câmaras de reverberação - certificadas por entidades oficiais competentes - e a sua responsabilidade no mercado mundial nesta área técnica conferem-lhe a idoneidade que os profissionais do sector AVAC necessitam para confiarem nos seus dados técnicos presentes nos folhetos particulares e nos seus programas de selecção.

A Trox disponibiliza actualmente, em tempo real, o programa de selecção dos seus atenuadores de som assim como um programa de análise acústica (segundo a norma VDI2081) de um sistema AVAC desde o ventilador até aos espaços ambiente permitindo, de uma forma rápida e credível, avaliar da necessidade de uma atenuação sonora extra.

Artigo completo

A importância de uma boa distribuição do ar

Os elementos terminais de um sistema centralizado de ventilação ou Ar Condicionado (AVAC), como as grelhas ou difusores, constituem o interface visual entre esse próprio sistema AVAC e a arquitectura dos espaços interiores.

É de vital importância uma análise cuidada das várias soluções possíveis de modo a conseguir-se:
Conforto térmico & Conforto visual
Por outro lado o novo regulamento RSECE levado à prática tem "forçado" todos os agentes que actuam na área da construção de edifícios a repensar a sua estratégia no sentido da Qualidade do Ar Interior (QAI) com a necessária eficiência energética e adequado programa de manutenção.

Torna-se cada vez mais pertinente em cada caso real uma correcta escolha do sistema AVAC e o seu correcto dimensionamento de modo a conseguirem-se os objectivos do parágrafo anterior.

Entre os vários parâmetros importantes que contribuem para a QAI há três, em particular, que uma boa distribuição do ar deve garantir em todo o espaço ocupado:
Velocidade residual do ar entre 0,05 e 0,20 m/s
Temperatura ambiente entre 23 e 25ºC
Nível de pressão sonora máximo 40 dB(A)


Queremos com este caderno técnico ajudá-lo a seleccionar, dimensionar, documentar e avaliar custos de várias soluções de distribuição do ar possíveis para o seu caso real.

Estamos certos que dispõe de bons e flexíveis instrumentos de trabalho para poder executar o seu projecto de distribuição do ar. Pode contudo contar com o apoio das equipas da Contimetra e Sistimetra para o ajudar se assim o desejar.

Artigo completo