Responsabilidade Social

Solidariedade

Responsabilidade Social é um fator determinante na ajuda e equilíbrio das identidades individuais e coletivas das comunidades.

É vital a consciencialização social de que todos temos um papel relevante na busca da igualdade, fraternidade e formação da personalidade dos povos na sociedade.

Acreditamos que a ajuda para melhorar as condições de vida possa ser uma alavancagem para o desenvolvimento socioeconómico.

Nesse sentido, e após sugestão do colega Ricardo Varela, os colaboradores e a gerência do Grupo Contimetra / Sistimetra manifestaram o interesse comum, no apoio voluntário de disponibilizar meios e tempo para ajudar uma aldeia fustigada pelas chamas, naquele que foi o verão até então, mais trágico de que há memória.

Decidiu-se que o município a receber os apoios angariados seria o de Oleiros, mais propriamente a Aldeia de Álvaro. Oleiros é uma vila portuguesa pertencente ao distrito de Castelo Branco, na província da Beira Baixa, Região do Centro e Sub-Região do Pinhal Interior Sul, com menos de 2000 habitantes.

Posto isso, o Grupo Contimetra / Sistimetra disponibilizou uma viatura da empresa para transportar o que fosse necessário. Num esforço conjunto entre colaboradores e empresa, conseguiu-se angariar, rações várias para bovinos, ovinos e caprinos; roupas de casa (edredons, lençóis, mantas e toalhas); algum mobiliário; redes de vedação de capoeira e tubos de rega.

Gostaríamos de enaltecer o Senhor José Nunes, Presidente da Junta da Freguesia de Oleiros, pela sua lealdade e entrega ao povo da Aldeia. Esta ação de solidariedade decorreu no dia 29 de Outubro.

Dep. Ar Condicionado

EK-JZ

Registo de controlo de fumo EK-JZ
O princípio de operação do EK-JZ é completamente diferente

Baseia-se no controlo da extração do fumo através de grandes aberturas diretas nas couretes de extração de fumo.
Quanto maior for a área livre de passagem maior o caudal do ar a uma velocidade relativamente baixa. Esta solução permite manter perdas de carga mínimas assegurando em simultâneo a continuidade de serviço, em segurança e sem falhas do sistema de pressurização.
O EK-JZ foi concebido para a remoção de fumos e calor através de sistemas de exaustão mecânicos de fumo com a entrada de ar fresco adicional.
Pode também ser usado em sistemas de ventilação de extração aprovados para esta função. Devido à sua reduzida profundidade os registos EK-JZ podem ser instalados em espaços exíguos e permitir caudais de ar até 87.700m³/h 24,36 l/s). Os novos EK-JZ são um complemento perfeito aos já muito conhecidos registos de controlo de fumo, para inserir em conduta, série EK-EU.

Mais informação

Dep. Indústria e Ambiente

ENEG

Participação do grupo CONTIMETRA/SISTIMETRA
no ENEG 2017

Decorreu nos passados dias 21 a 24 de Novembro, em Évora o Encontro Nacional de Entidades Gestoras de Água e Saneamento (ENEG 2017), organizado pela APDA - Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas, com o tema central: “As Oportunidades no Setor da Água, os Grandes Desafios Atuais e as Alterações Climáticas”.
O Grupo Contimetra/Sistimetra, como já vem sendo hábito, apresentou-se no evento com um stand na exposição, onde os visitantes tiveram um contacto mais directo com a actividade desenvolvida pelo Grupo e com os produtos e serviços que tem para oferecer no mercado das águas e saneamento, que são nomeadamente os seguintes:

Equipamentos de Medição de Caudal, Nível, Qualidade e Precipitação para Escoamentos em Superfície Livre, com aplicações em redes de drenagem de águas residuais, rios e ribeiras.

Equipamentos de Medição de Caudal, Nível, Qualidade e Pressão para redes de abastecimento de água e Rega.

Prestação de serviços de Instalação, Manutenção e Monitorização, Tratamento e Transmissão de dados das medições.

O Grupo esteve ainda presente na apresentação das seguintes comunicações técnicas e nos encontros empresariais:

Monitorização online de parâmetros da qualidade da água.

Medição de caudal em sistemas de abastecimento de águas
Casos de estudo: condutas de grandes dimensões; medição de caudais mínimos noturnos.

Utilização de sensores de inserção ou “clamp-on” como forma de minimizar custos
Medição de caudal em ribeiras - O caso da ribeira de Aldoar (Águas do Porto).

O que há de novo na deteção de fugas de água.

Factores essenciais no estudo e controlo de afluências indevidas em redes de drenagem.

Casos práticos de medição de caudal em superfície livre – Desafios e Soluções.

Apresentações dos nossos clientes Laboratório da Paisagem de Guimarães e SMAS de Almada, em que também colaborámos:

Contributo para a monitorização contínua de linhas de água urbanas.

Afluências indevidas aos sistemas de drenagem de águas residuais nos SMAS de Almada / Caso de estudo do projeto iAFLUI.

Download das apresentações

Dep. Químicos e Ferramentas

LOCTITE HY 4070
Adesivo universal para reparações ultrarrápidas

Com uma poderosa combinação de velocidade e resistência, LOCTITE HY 4070 soluciona praticamente qualquer desafio de reparação quando o tempo é crítico.
Capaz de unir rapidamente uma grande variedade de substratos com uma elevada resistência, LOCTITE HY 4070 faz reparações versáteis que são rápidas e fáceis. É um adesivo essencial para reparações.

VANTAGENS

Fixação ultrarrápida: reduz os tempos de paragem para manutenção.
Alta capacidade de preenchimento de folgas: ideal para reparações universais.
Excelente resistência de união de união em muitos materiais como metal, plásticos, borracha, madeira, papel, couro: aumenta as suas possibilidades de reparação.
Fórmula em gel, não pinga: mantém-se onde é aplicado.
Boa resistência térmica, química, à humidade e à radiação UV: reparações fiáveis e duradouras.
Seringa pronta a usar: prática e fácil.

Mais informação

Dep. Controlo, Sistemas de Gestão Técnica Centralizada

Centro Cultural de Belém
Recebe menção honrosa no prémio EDP

A Contimetra em parceria com a Johnson Controls e em estreita colaboração com os gabinetes de projeto e donos de obra tem contribuído, desde a década de 70 até aos nossos dias, para a implementação de inúmeros sistemas de GTC (mais de 1500).
Estamos obviamente gratos a todos com quem temos colaborado e que em nós têm depositado confiança, ao longo destes 40 anos de atividade. É com muito agrado que participamos, atualmente, em várias atualizações de sistemas (hardware e software) em edifícios para os quais temos prestado serviços continuados de manutenção preventiva e corretiva.
Um dos edifícios emblemáticos onde tivemos o privilégio de instalar na década de 90 e agora de proceder à sua atualização é o Centro Cultural de Belém.
Pela mão do seu diretor técnico Eng António Ribeiro a atualização foi terminada com êxito no ano de 2016 tendo recebido uma Menção Honrosa no Prémio EDP que visa distinguir edifícios que se notabilizam por terem levado a cabo iniciativas no âmbito da eficiência energética elétrica e da qualidade ambiental:

Centro Cultural de Belém
recebe Menção Honrosa no Prémio EDP

No âmbito da 10ª edição do Prémio EDP, o CCB – Centro Cultural de Belém, edifício público classificado, inaugurado em 1993, recebeu uma Menção Honrosa, na categoria de Serviços e Outras Atividades.
O Prémio EDP de 2017, simbolizado numa gravura do artista plástico Pedro Calapez, tem por objetivo distinguir e notabilizar iniciativas no âmbito de eficiência da energia elétrica e da qualidade ambiental.
A implementação de várias medidas de melhoria energética, que permitem otimizar a eficiência da energia elétrica do edifício, diminuindo o consumo energético, sem comprometer o conforto proporcionado aos visitantes do Centro Cultural de Belém, foram as razões apontadas para a atribuição desta Menção Honrosa.
Um conjunto de investimentos na área de produção e distribuição de frio/quente, com a instalação de novos chillers e novas bombas de elevada eficiência energética, assim como a substituição de 1.500 luminárias de tecnologia de halogéneo por equipamentos de tecnologia LED, permitiram uma significativa redução dos consumos energéticos.

A rigorosa política de investimentos, em conjugação com um bom desempenho da Gestão Técnica Centralizada, permitiram diminuir o consumo de 5.050.822 kWh (no ano 2014) para 4.371.446 kWh (ano 2016) - economia superior a 13%.

Tendo o CCB como objetivo principal a promoção da cultura, torna-se essencial que as suas instalações possam continuar a acompanhar a qualidade da oferta cultural, com a qualidade e conforto dos seus milhares de visitantes, numa gestão equilibrada dos recursos. Um prémio desta natureza é um passo gratificante no caminho nunca finalizado, da poupança e eficiência energética.

Constituição do Júri do Prémio EDP:
• Prof. Dr. Eduardo Oliveira Fernandes (Presidente do Júri);
• Prof. Dr. Aníbal Traça de Almeida (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra);
• Eng. João Paulo Calau (ADENE – Agência para a Energia);
• Prof. Dr. Luís Marcelino Ferreira (IST – Instituto Superior Técnico);
• Prof. Dr. João Peças Lopes (FEUP e INESC TEC);
• Eng. Pedro Geraldes Martins Verdelho (ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Elétricos);
• Eng. António Vidigal (EDP).
Mais informações em http://premioedpd.pt/

Mais informação
   
Newsletter 04 Newsletter 06